5 tipos de papeis mais procurados

Conheça os tipos de papeis mais usados no dia a dia e saiba como são utilizados.

 

  1. Offset:
    Considerado um papel mais simples por não ser revestido, ou seja, meio poroso, é usado convencionalmente em panfletos mais comuns, sendo batido em simplicidade apenas pelo papel jornal. Além dos panfletos de rua, é usado em miolo de livros, memorandos, receituários, notas fiscais e, quando mais grosso, até em fichas e cartões. A principal vantagem do papel offset é sua facilidade de escrita, pois como é bem poroso absorve bem a tinta. Em nível de preço, é considerado um dos mais baratos. Podemos encontrar uma variedade de cores e tamanhos. Vale lembrar que as cartolinas também estão incluídas neste grupo.

 

  1. Jornal:
    O papel jornal é o tipo de papel que deixa cheiro, tinta e incomoda. Quem nunca ficou com as mãos sujas após ler um jornal diário? Com as mesmas características do offset, só que mais fino e “sujo”, o papel jornal possui muitas fibras soltas, que facilita o movimento e a flexibilidade. É usado quase que exclusivamente para jornais, notas fiscais e panfletos. Existe aproximadamente de 50 a 70 gr.

 

  1. Couchê:
    Considerado o papel comum de maior qualidade, o papel couchê é tido como o mais sofisticados para materiais impressos quando falamos em jornais e revistas. Ele não é poroso como os demais, pois leva uma camada vedante em ambas as faces que o deixa impermeável e aparentemente mais fino, mas não menos resistente. Inclusive, ele é mais resistente que os papeis offset, jornal e couchê. Além de ser utilizado na fabricação de panfletos e folders, seu uso se dá principalmente na impressão das principais revistas, como de moda, casa e decoração, em capas, cartões de visita e muito mais. Por ser um papel de qualidade, é utilizado quase em todas as gráficas.

 

  1. Supremo (e similares importados):
    Um papel intermediário entre o offset e o couchê é o papel supremo. Sua característica principal fica evidente na espessura, que é mais grossa que o offset de mesma gramatura, além de ter uma parte selante apenas em uma das faces. São muitas variações segundo o nível de qualidade. O mais simples seria o papel duplex, mais usado em folhinhas, textura de jornal no verso. O papel triplex segue a mesma tilha do duplex mas com o verso branco. Já o papel supremo possui uma camada bem lisa, tendo uma qualidade um pouco melhor que os demais. Outra opção é o papel supremo duodesign, uma marca de papel que possui selante dos dois lados mas com a mesma gramatura dos papéis supremos. São usados especificamente para atender a demanda de cartões e capas de livros.

 

  1. Reciclado:
    Acompanhando o avanço da consciência sustentável, criou-se um papel que utiliza tanto aparas de papel pós-consumo como pré-consumo, ou seja, faz-se uma mistura de papel novo com papel usado. O papel é poroso como o papel offset e apresenta uma coloração amarelada típica. É muito usado pelas empresas para apresentar uma “posição ecológica”. É largamente usado em substituição do papel comum, prospectos e cartões de visita.

Comentar

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *